Prefeitura e Santa Casa apresentam proposta durante audiência do MP

0
96

Nesta quinta-feira, dia 14 de julho, foi realizada uma audiência promovida pelo Ministério Público, para tratar da situação da Santa Casa de Misericórdia de Livramento, ocasião na qual, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul- Simers, esteve representado pelo diretor de Interior Luiz Alberto Grossi, e pelo diretor da região da Fronteira Oeste, Danilo Soares.

A audiência virtual contou ainda com a presença da prefeita municipal, Ana Tarouco; do secretário municipal de Administração, Matheus Medina, dos administradores da Santa Casa de Misericórdia, Leda Marisa e Abílio Rodrigues, a assessora jurídica da instituição hospitalar, Daniela Almeida; e os promotores, Flávio Brenner, Marcelo de Souza Gonzaga, Ivana Kist Huppes Ferrazzo e Ricardo Schinestsck. A reunião também foi acompanhada pelas assessorias política e jurídica da entidade médica.

Esta audiência foi o segundo encontro remoto com o MP-RS, em busca de soluções para o pagamento dos profissionais para que não haja desassistência à população santanense na próxima semana, quando ocorre, segundo informações do Simers, o fim do aviso prévio assinado por cerca de 30 profissionais que atuam no hospital.

Durante a audiência, a prefeita Ana Tarouco junto à administração da Santa Casa, relataram a dificuldade financeira passada pela instituição, destacando a busca pela liberação de recursos para realizar o pagamento dos médicos.

Os diretores do Simers, presentes na audiência, salientaram a necessidade de uma confissão de dívidas dos anos anteriores, que ainda não foram assinados pela Prefeitura e Santa Casa, como a questão de como realizarão os futuros pagamentos dos salários dos médicos mediante o quadro vivido pela instituição.  As partes apresentaram possibilidades mediante liberação de recursos na próxima semana, a qual, até o momento, vem sendo a única proposta que pode ser apresentada.

 

Assembleia Geral

Após audiência, o Sindicato Médico do Rio Grande do Sul, através de seus diretores, convocará todos os profissionais da medicina, que prestam serviços na Santa Casa de Misericórdia, para uma Assembleia Geral Extraordinária, a ser realizada na próxima semana.

A assembleia tem por objetivo apresentar as propostas expressadas pelas partes em busca de uma solução, e para que não haja desassistência à população santanense, que necessita dos serviços prestados pela única instituição hospitalar com atendimento SUS no Município.

 

Entenda o caso

A situação da Santa Casa tornou-se preocupante a partir do momento em que vários médicos entregaram os avisos prévios, solicitando interesse em romper os contratos existentes com a instituição hospitalar. A partir daí, Sindicato Médico e administração hospitalar vem tentando encontrar uma alternativa para que não haja esta baixa na equipe de profissionais médicos para atendimento.

O maior entrave nas negociações vem sendo a falta de pagamento dos profissionais, pois, de acordo com o sindicato, existem valores pendentes, referente aos atrasos salariais, relativos aos períodos de 2016, 2017, 2018, 2019, dezembro de 2020 no período de transição do governo do ex-prefeito Solimar Charopen e Ana Tarouco, 45% do mês de abril e o mês de maio integral de 2022.

Deixe um comentário